5 Dicas de como se tornar um empresário no mundo do futebol

Confira cinco dicas de como se posicionar no mercado da bola e se tornar um empresário no mundo do futebol

É uma unanimidade: somos a única seleção que esteve presente em todas as edições da Copa do Mundo. Assim, é natural que se encare o futebol brasileiro como um celeiro de talentos. Isto porque, sem dúvida, ser pentacampeão mundial influencia diretamente no valor que é agregado aos jogadores brasileiros. Portanto, vamos mostrar aqui cinco dicas de como se tornar um empresário no futebol; e descobrir os talentos nos campos e peneiras pelo Brasil.

Leia mais: Saiba as novidades do Mercado da Bola no futebol brasileiro 

1ª Dica: Empresários de futebol são credenciados

Assim, a primeira dica que te damos para empreender no mundo do futebol é procurar as credenciais necessárias para exercer a profissão. Ou seja, o empresário busca seus certificados junto às entidades que gerem o mercado da bola. Assim, o empresário garante a credibilidade necessária para atuar no negócio.

Desta forma, você precisa acessar o site da FIFA e seguir os passos necessários para garantir sua credencial junto à entidade máxima do futebol. Por outro lado, a pessoa interessada também pode prestar o concurso promovido pela CBF para se tornar um agente oficial.

2ª Dica: Empresários possuem uma rede de contatos profissionais

Outra dica importante para se tornar empresário de jogadores de futebol é garantir o máximo de contatos que possuam respaldo em suas áreas de atuação. Assim; olheiros, educadores físicos, nutricionistas e fisioterapeutas são figuras importantes para avaliar outras qualidades do atleta (além das habilidades que já o fizeram chamar atenção do empresário).

Portanto, se você não possui contatos nestas áreas, precisa conhecer estas pessoas e formar sua rede de contatos profissionais. Assim, o empresário oferecerá mais ao futuro craque que deseja assessorar.

3ª Dica: Peneiras e várzeas são o habitat do empresário de futebol

5 dicas de como se tornar um empresário no futebol. Imagem: Agência UVA
5 dicas de como se tornar um empresário no futebol. Imagem: Agência UVA

Aquele jogo despretensioso nos campos de terra batida rendem grandes talentos para o futebol brasileiro. Assim, é por lá que encontramos vários empresários de futebol em ação. Afinal de contas, as peneiras e os campos de várzea espalhados pelo país guardam os melhores jogadores, esperando serem descobertos.

Portanto, se informe sobre testes em clubes da sua região; além da realização de competições semi-profissionais e amadoras, onde aparecem os talentos brutos do futebol brasileiro, na esperança de serem lapidados rumo ao sucesso profissional. Os olheiros notam os atletas, mas é o empresário que alavanca suas carreiras.

4ª Dica: Seja profissional e analise os contratos com atenção e cautela

Depois de garantir as credenciais, estabelecer uma rede de contatos e visitar peneiras de jogadores; é chegada a hora do empreendedor voltar seus olhos para as letras miúdas. Ou seja, é fundamental ao empresário de futebol analisar com atenção todos os pormenores contratuais de seus clientes.

Embora garotos cada vez mais jovens sejam abordados por agentes de futebol, apenas atletas maiores de 16 anos podem assinar contratos profissionais. Além disso, o empresário geralmente recebe uma porcentagem do salário do atleta; acertada em contrato, sem intermédios.

5ª Dica: Empresários de futebol precisam ser transparentes com seus jogadores

Para encerramos nossas dicas para se tornar empresário de jogadores de futebol, sugerimos transparência na relação entre o atleta e seu agente. Ou seja; informe, discuta e negocie com seu cliente todas as possibilidades que um contrato profissional pode oferecer. A relação entre o atleta e seu empresário deve ser franca e transparente.

Agora é partir para o trabalho e conquistar o que é preciso para atuar como empresário no futebol!

Você pode gostar: Empresário de jogador do Vasco dispara: “Não tem volta”

Carregando...